Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa | Assista nos Cinemas

Dirigido por Jon Watts, “Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa” é o terceiro longa do herói no Universo Marvel. O filme que ao contrário de seu antecessor desta vez trata abertamente sobre o multiverso, algo que é muito comum nas páginas das histórias em quadrinhos, além de claro trazer o retorno dos vilões mais icônicos do cabeça de teia que estrelaram filmes de iniciativas anteriores, tais quais o Duende Verde de Willem Dafoe em Homem-Aranha, o Doutor Octopus de Alfred Molina em Homem-Aranha 2 e ainda como o Electro de Jamie Foxx em O Espetacular Homem-Aranha 2 (nada que você já não saiba, pois é visto nos trailers lançados).

A trama se inicia no exato momento em que 'Longe de Casa' termina. Ali a “fama” prejudica o melhor amigo do Spider, Ned e sua namorada, a senhorita MJ. Peter corre então atrás de conselhos de um antigo amigo, o Doutor Estranho, papel do ator britânico Benedict Cumberbatch. Após concordarem em realizar um feitiço, que acaba por dar errado e afetar a barreira entre dimensões, um grupo de vilões invade a cidade de Nova York, o que obriga o jovem Parker a amadurecer e se reinventar a cada segundo para confrontar inimigos que ele nunca viu e nem imagina do que são capazes.

Trailer

Ficha Tecnica
Título original e ano: Spider Man — No Way Home, 2021. Direção: Jon Watts. Roteiro: Chris McKenna,Erik Sommers — baseados nos personagens de Stan Lee e Steve Ditko. Elenco: Tom Holland, Jacob Batalon, Zendaya, Benedict Cumberbatch, Alfred Molina, Jamie Foxx, Willem Dafoe, Jon Favreau, Marisa Tomei, Benedict Wong, Tony Revolori, Angourie Rice, J.K. Simmons, Thomas Haden Church, Charlie Cox, Andrew Garfield, Rhys Ifans, Tobey Maguire. Gênero: Ação, Aventura, Adaptação, Scifi. Nacionalidade: EUA, Islândia. Trilha Sonora Original: Michael Giacchino. Fotografia: Mauro Fiore. Edição: Leigh Folsom Boyd e Jeffrey Ford. Supervisor de direção de Arte: David Scott. Figurino: Sanja Milkovic Hays. Duração: 02h28min.

Sem sombra de dúvidas, a superprodução entrega um grande avanço quando comparado aos outros filmes do recent conjunto de aventuras do escalador de paredes. Talvez um dos maiores temores dos espectadores seja como o diretor abordará/incluirá tantos personagens no mesmo longa e em apenas duas horas de duração. Bem, embora seja um temor enorme, esse sem dúvida é um dos maiores acertos do longa. John, seguindo o roteiro da dupla Chris e Erik, soube como ninguém organizar um número incrível de personagens e os escalou harmoniosamente dentro da narrariva. Assim, a nostalgia é responsável por todo o resto, além também do elenco de peso que acompanha o time de super vilões do aranhaman. Estes últimos que retornam de forma grandiosa aos seus antigos papéis e que roubam todas as cenas em que estão presentes fazendo algo que julgava-se ser impossível: dar ainda mais carga dramática e evoluir em triplo um dos mais icônicos personagens saido dos quadrinhos.

O mesmo acontece com a grande leva de mocinhos, e não só com o tão esperado “sexteto sinistro”, embora os vilões tenham uma elaboração mais desenvolta que os denominados heróis que em alguns momentos parecem descaracterizados retornando a traumas antigos e já superados.

Uma vez que a produção não é perfeita, pois apresenta falhas, ainda que mínimas, estas talvez estejam mais relacionadas a direção do que a construção dos personagens em si, todavia, nem de perto isto chega a ser um fator que atrapalhe a experiência dos fãs. É possível afirmar, inclusive, que, de certo modo, reparar nestes ‘’defeitinhos’’ nem será lá grande coisa tendo em vista todo o valor nostalgico colocado em um filme de um personagem tão amado quanto esse. E é não só esse sentimento em si, mas a escolha de introduzir ao público um enredo frenético cheio de ação, aventura, aprendizado e poucos momentos de “paz” o difere em muito de seus antecessores. Logo, quando nos lembrarmos de que nosso herói é perseguido incessantemente, qualquer pequeno detalhe, se torna irrelevante no quadro geral.

Em suma, o que temos diante de nós é um filme épico que une gerações de fãs do Homem-Aranha. Um blockbuster que é uma carta de adeus para alguns personagens, ao mesmo tempo que se abre um grandioso novo começo para conhecemos uma gama de outros igualmente icônicos vilões e antagonistas deste universo.

A estréia oficial do longa acontece nesta quinta-feira (16), mas a partir de hoje já é possível conferir em sessões de pré-estréia! Corra para garantir o seu ingresso, pois o filme certamente baterá recordes de bilheterias e você não quer ficar fora desse evento histórico, certo?!

Por Leo Souza

--

--

--

Filmes, séries, música, livros e blá blá blá… 📺📚🎬🎧🍏 www.wannabenerd.com.br

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Wanna Be Nerd

Wanna Be Nerd

Filmes, séries, música, livros e blá blá blá… 📺📚🎬🎧🍏 www.wannabenerd.com.br

More from Medium

Intellectualized Zen

The Mountains VII or how that jug of applejack got WAY UP THERE

Thinking about The Grand Budapest Hotel